Top Ad unit 728 × 90

Equação Fácil - A sua primeira aula sobre equações deveria ser assim!

Como vencer o medo de estudar matemática?

A matemática é uma disciplina que causa medo a muitas pessoas, quase sempre pelo fato desta matéria não ser compreendida por essas pessoas. Uma pesquisa feita nos EUA comprovou que o medo de matemática pode causar dor de cabeça. Fique atento ao que eu disse: "O medo de matemática pode causar dor de cabeça". Note que não é a disciplina em si que faz a pessoa ter dor de cabeça e sim o medo, portanto, se uma pessoa tem medo de biologia, por exemplo, consequentemente ela provavelmente também irá sentir dor de cabeça ou algum incômodo. Saiba como foi feita essa pesquisa e como amenizar o medo de matemática. 


Estava bloggando como de costume e navegando nas redes sociais (Facebook e Twitter), quando, de repente, ouvi o Tadeu Schmidt (um dos apresentadores do programa da globo: Fantástico) falar algo sobre uma pesquisa relacionada a matemática no Fantástico. Fui ver do que se tratava essa pesquisa e percebi que estava passando uma reportagem sobre o medo que muitos alunos tem quando se deparam com alguma situação problema que envolva a matemática e a relação desse medo com a sensação de dor de cabeça. 

O foco dessa pesquisa era: O medo de matemática pode causar dor de cabeça?

Acompanhei a reportagem por completo e assim que ela terminou tive a ideia de fazer um artigo relacionado a ela. Abaixo deixo minhas considerações sobre essa pesquisa e algo mais. 

O ato de estudar é um esporte que nem todo mundo gosta de praticar, além do mais quando o assunto é estudar matemática. Ai é que o "bicho pega" mesmo. É equação pra cá, equação pra lá, passa dividindo, vem subtraindo, multiplica em cima e em baixo e depois de alguns minutos já até sabe o que acontece neh?

Existem casos que o fato de estudar matemática ou até mesmo de pensar em matemática causa medo em algumas pessoas. É isso mesmo: Medo! O que algumas dessas pessoas, que sentem esse medo, não sabem é que isso pode ter consequências nada agradáveis para elas.

Pesquisadores da Universidade de Chicago, no estado de Illinois, concluíram que o medo causado pelo estudo da matemática pode causar dor de cabeça. Eles fizeram uma pesquisa com 28 alunos, onde metade deles apresentavam esse medo diante dessa disciplina. 

Com a ajuda de neurotransmissores, eles aplicaram um exame de matemática a esses 28 alunos. Os resultados obtidos foram que: Os alunos que tinham esse "medo" ativaram, durante o teste, partes do cérebro responsáveis pela sensação de dor o que acabou comprovando o que havia sido dito antes sobre sentir dor de cabeça por ter medo de matemática.


Essa reportagem mostrou também uma ótima dica para acabar ou pelo menos amenizar esse medo da matemática. 

A dica foi: Escreva sobre qual é o medo que você tem na disciplina de matemática ou em qualquer outra disciplina antes de ter que "enfrentá-la", isso ajuda a amenizar este medo e em alguns casos pode até fazer com que ele deixe de existir. 

Vale ressaltar que essa dica nem sempre vai dar certo para todo mundo, pois existem casos específicos que não são tão simples como se imagina. Como o professor Edigley Alexandre, bem falou nos comentários desta publicação:
O medo pela Matemática ou em resolver exercícios, vai muito além de sintomas patológicos como o caso apontado na reportagem. Há até pesquisas que apontam que a habilidade matemática pode ser de nascença. Há também a discalculia que é a incapacidade de lidar com operações triviais. Segundo especialistas, para que uma criança seja diagnosticada com discalculia, é preciso excluir fatores que dificultam o aprendizado, como deficiência intelectual, problemas afetivos, ambiente de estresse em casa ou na escola. Muitas outras barreiras podem colaborar para o aparecimento ou aumento do medo por cálculos matemáticos.
Assim como o professor Edigley Alexandre, penso que o primeiro passo para vencermos esse medo de aprender matemática seja mudar a visão que os alunos tem de que a matemática não será útil para a vida deles. Mas para isso acontecer muitas atitudes devem ser tomadas e postas em prática dentro da sala de aula. 

Queria agradecer pela participação do prof. Edigley Alenxandre, que além de ser uma ótima pessoa como amigo e professor de matemática possui também um ótimo site de matemática cujo trabalho recomendo a todos os meus leitores. Sou um grande fã do seu trabalho e espero chegar ao nível do seu site um dia. 

Deixo como dica aos demais leitores que deixem nos comentários abaixo seus medos em matemática, quem sabe esses medos não acabam se tornando publicações aqui no blog? 

Referências:
Importante: Esta publicação foi atualizada em 25.11.2013 às 17:49
Como vencer o medo de estudar matemática? Reviewed by Romirys Cavalcante on 5.5.13 Rating: 5

20 comentários:

  1. Realmente, é muito verdade isso que acontece com as pessoas em relação à matemática. Um dia desses, estava ensinando a uma amiga a resolver expressões numérica e verifiquei que quando deparamos com um problema matemático com equação ou expressão, temos medo daqueles números todos, sinais, colchetes, chaves e outros mais. Mas, com calma, quando começamos a resolver, prestando atenções aos sinais e regras, conseguimos resolver e o mais importante, aprender.

    Desde já, quero te parabenizar pelo blog, pela forma articulada como você se expressa. Você mostra que podemos ser bons tanto com números quanto com palavras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana... Ótimo exemplo esse que você mostrou, realmente a matemática quando executada de forma compassada e seguindo os devidos passos e tomando as precauções certas, ela acaba se tornando bem mais fácil tanto de se resolver como de se aprender como você bem falou...

      Quanto a minha articulação com as palavras, devo isso a minha leitura. Por mais que eu ame a matemática e por mais que eu seja professor de matemática e faça uma faculdade de matemática, não posso negar que ler é uma das minhas outras paixões... Gosto de ler tudo o que me chama a atenção, seja da área da matemática ou não...

      Outro fator que me ajudou muito foi o fato de eu ter tido uma ótima professora de redação no ensino médio, que me ensinou como me expressar e como colocar as palavras certas no papel...

      Esses dois fatores me ajudam muito com meu blog, pois consigo transmitir a matemática com minhas palavras e facilitar a compreensão dos meus leitores com isso...

      Queria agradecer de coração pelo seu ótimo comentário aqui no meu blog e lhe dizer que o blog Vivendo entre Símbolos está de portas abertas para mais visitas...

      Um grande abraço e até a próxima Juliana Marcela.

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  2. Como começar?
    Já passei pelo ensino médio e não aprendi nada, ou quase nada.
    Quero simplesmente aprender. Como iniciar sozinho? É possível?
    O que você me sugere? Desde já agradecido. Muito bom seu blog. Parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A dica é começar pelo básico, pois na matemática você só conhece determinado assunto se conhecer os que vieram antes dele. É como em português, por exemplo, você só sabe ler se primeiro aprender cada letra do alfabeto e como as palavras são formadas por elas, da mesma forma é na matemática, você só sabe dividir e multiplicar se primeiro souber o que é somar e subtrair... Só se gosta de uma coisa quando sabemos sobre ela, isso é um fato incontestável, você só gosta daquilo que você se dá bem e sabe de verdade. Então para gostar de matemática você terá que começar a entender a matemática e para isso acontecer você deve, de início, aprender o mais básico sobre essa disciplina, para então partir para um nível mais alto de dificuldade nos conteúdos em matemática. Uma outra dica que eu lhe dou é sempre procurar uma aplicação prática no seu dia a dia para o assunto que você está estudando, por exemplo, se você estuda sobre soma e subtração, você pode relacionar a aplicação desse conteúdo quando, por exemplo, você faz uma compra de alguma coisa na mercearia perto de sua casa, pois você sempre leva um valor "x" em dinheiro e ao comprar algo, esse valor é subtraído por um valor "y" resultando em um valor "z", daí a importância de se aprender a somar e subtrair, para evitar de ser enganado na hora de receber seu troco após uma compra simples. Caso precise de mais dicas sobre essa sua pergunta entre em contato por e-mail: romirys_cavalcante@hotmail.com ...

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
    2. Primeiramente obrigado pela resposta!
      Começarei pelo básico e tentarei relacionar com algo da vivência cotidiana.
      Tenho uma apostila aqui e hoje mesmo estudei por 1 hora. Comprometi-me a destinar uma hora diária ao estuda da matemática.
      Agora uma dúvida: quanto tempo deve me dedicar aos assuntos? Hoje por exemplo estudei Potenciação e Radiciação. Amanhã retomo o assunto ou passo para outro? Confesso que isso se dá também pela falta de material. Tenho pouco exercícios. E esse fato me leva a pedir sugestões sobre bibliografia. Quais você indica?
      Por fim, pensei em matricula no kumon. O que você pensa sobre esse curso?

      ps: Foi muito gentil da tua parte ofereceu contato de e-mail para tirar dúvidas. Iria usá-lo, no entanto, resolvi escrever aqui mesmo por pensar que talvez minha dúvida seja a mesma de outro leitor, atual ou futuro.

      Excluir
    3. Com relação ao tempo de estudo recomendo que escolha um determinado tempo, por exemplo 1 hora ou 2 horas por dia, e mantenha sempre esse rítimo durante a semana, ou seja, se você escolher 1 hora por dia, tente manter o foco de realmente estudar por 1 hora cada dia da semana. Se sua disponibilidade de horas pra estudo for maior, você poderá, por exemplo escolher umas 4 horas por dia para estudar, mas lembre-se, se for esse caso, faça pausas a cada 40 minutos ou 1 hora para descansar um pouco e depois retomar os estudos. A pausa não deve se estender a um máximo de 10 minutos.

      Com relação ao conteúdo, recomendo que só passe para um novo conteúdo, depois que você estiver compreendendo corretamente o conteúdo que estava estudando, pois só assim você tem a garantia de que irá ter menos dificuldades de aprender o próximo conteúdo.

      Com relação a falta de material, não se preocupe, a internet é quase que uma fonte inesgotável de informação atualmente, e sabendo procurar no lugar certo você encontrará sempre o que procura. Irei lhe indicar esses seguintes sites para estudo em matemática que você deveria conhecer e caso se sinta convencido da qualidade desses sites, adicione-os em seus sites favoritos para estudo:
      O Baricentro da Mente
      Fatos Matemáticos
      Matemática UFRB
      Só Matemática
      Matemática Didática - Contém muitos exercícios!
      Matemática Rio - Canal no YouTube

      Esses são alguns dos melhores sites em matemática que eu conheço, acompanho e uso para estudar atualmente.

      Com relação ao Kumon, sinceramente eu nunca ouvi falar sobre ele, então não me acho capaz de dizer se é algo bom para você que quer aprender matemática ou não.

      Porém, se você tiver a disponibilidade de gastar um pouco mais para aprender com ajuda de profissionais para lhe auxiliar com suas dúvidas não vejo por que em hesitar a fazer tal curso.

      Um outra boa dica é trabalhar a sua capacidade de aprender as coisas por si só, por que quando você aprende uma coisa na marra, tentando, tentando e tentando até compreender o porque, você pode ter certeza que você nunca irá se esquecer disso, mas quando você aprende algo que lhe dão de graça é muito difícil que esse conceito fique por muito tempo com você, a menos que você use-o bastante em exercícios e no dia a dia para mantê-lo sempre fresco em sua cabeça.

      Veja a possibilidade de pesquisar sobre pessoas autodidatas, e como trabalhar o nosso cérebro para se tornar um autodidata. Eu particularmente, sempre procurei desde cedo, ser um ótimo autodidata, tanto é que dispenso da necessidade de ter alguém para me ensinar algo, pois qualquer coisa que eu leio eu aprendo e gravo em minha cabeça para sempre e isso é uma coisa muito boa pra quem por exemplo gosta de fazer concursos ou pretende passar no vestibular ou ENEM por exemplo.

      Para finalizar, esse meu "pequeno" comentáro (rsrrsrs) quero que saiba que eu (Romirys Cavalcante) e os demais autores desse blog, estamos a disposição para lhe ajudar com as mais variadas dúvidas que você tiver na matemática em determinados conteúdos, então se você precisar de alguma matéria ou de que lhe tire alguma dúvida sobre algo não exite em pedir nossa ajuda, pois temos o costume de publicar novos conteúdos sempre com base nas dúvidas que nossos leitores trazem para nossa equipe por e-mail. Caso tenha interesse, veja a possibilidade de me adicionar no Facebook para discutirmos sobre os assuntos que você está estudando em matemática. Caso queira fazer isso acesse:

      Romirys Cavalcante: fb.com/romirys

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
    4. Valei amigão!
      Vou seguir as dicas. E vou te "perturbar" muito ainda nessa caminhada.
      Quanto ao facebook não posso adicionar pois não tenho. E acho que não terei.
      Mas conversaremos por aqui.
      Mais uma vez obrigado.

      Excluir
    5. A nossa equipe fica feliz em contribuir com seu aprendizado sempre. Um grande abraço e volte sempre!

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  3. Olá, Romirys! Tudo bem?

    Gostei do tema levantado neste artigo. Tenho um primo que sofre deste mal. Desistiu dos estudos desde cedo.

    Infelizmente o medo pela Matemática ou em resolver exercícios, vai muito além de sintomas patológicos como o caso apontado na reportagem. Há até pesquisas que apontam que a habilidade matemática pode ser de nascença. Há também a discalculia que é a incapacidade de lidar com operações triviais. Segundo especialistas, para que uma criança seja diagnosticada com discalculia, é preciso excluir fatores que dificultam o aprendizado, como deficiência intelectual, problemas afetivos, ambiente de estresse em casa ou na escola.

    Muitas outras barreiras podem colaborar para o aparecimento ou aumento do medo por cálculos matemáticos. A única maneira que vejo de um aluno vencer este medo, é primeiramente quebrando o preconceito que a Matemática não serve pra nada.

    É difícil fazer um estudante aprender Matemática, se ele tem em mente desde cedo, que ela não servirá pra nada em sua vida ou em sua futura profissão.

    Acredito que todas as definições cognitivas e matemáticas devem ser ensinadas desde as séries iniciais, com pedagogas especialistas em Educação Matemática. Eu lamento que muitas delas não tem formação matemática para instruir seus alunos. A consequência é grave. Alunos chegam ao 6º ano sem saber o mínimo exigido para continuação de seus estudos em Matemática.

    Abraço!
    PS: Uma sugestão: retire essa verificação de palavras e números (captcha). Deixe apenas a moderação de comentários. Isso evita a desistência de comentaristas em potencial e atrai novas pessoas para deixarem comentários também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá prof. Edigley Alexandre

      Obrigado por contribuir com o enriquecimento desta publicação com este ótimo cometário que você fez. Irei por sua sugestão em prática... Aguardo sua visita mais vezes aqui no blog... Um grande abraço e até a próxima...

      PS: Sou um grande admirador do seu trabalho em seu blog... Espero, um dia, ter a influência que você tem na blogofesra no nicho da matemática... Fico muito feliz em vê-lo comentando meu trabalho, isso sem dúvida só me motiva ainda mais a continuar com esse projeto...

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  4. Que pesquisa foi essa, feita com 28 alunos? Quem fez e como foi feita? Onde eu posso encontrar alguma coisa falando mais sobre ela? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Ótima pergunta. Essa pesquisa foi feita nos EUA por pesquisadores da Universidade de Chicago, no estado de Illinois. Essas pesquisas concluíram que o medo causado pelo estudo da matemática pode causar dor de cabeça. O doutor Ian Linus fala sobre a pesquisa. Caso queira mais informações acesse a reportagem que passou no fantástico no link abaixo:

      Laboratório Fantástico: Estudar matemática dá dor de cabeça?

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  5. Excelente artigo! Desde o ensino fundamental que tenho dificuldade com a matematica, só essa palavra já associo como algo chato. Acho que isso se deve ao fato de eu nunca ter conseguido compreender as operações, mesmo as mais simples. Hoje, fazendo graduação me deparo travada com temas de 7ª, 8ª série.

    Encontrei nesse blog a chance de finalmente fazer as pazes com as contas.

    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá !

      É muito bom saber que meu blog está mudando sua visão a cerca do que é matemática. Esse, sinceramente, é o meu maior sonho com esse projeto, mostrar a matemática de um modo diferente para fazer com que elas passem a gostar mais dessa disciplina tão maravilhosa e temida. Com esse comentário que você fez, sinto que estou conseguindo, aos poucos, atingir este objetivo. Obrigado pelo elogio e pelo ótimo comentário, uma pena que não se identificou, mas tudo bem. Um grande abraço e até a próxima!

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  6. Também tenho esse grande problema com a matemática, ocasionada pelo ensino médio mal aproveitado e agora esse "medo" ou uma barreira que tenho quando me deparo com algum problema matemático. Estou começando meus estudos para fazer concurso público, e sei que terei muita dificuldade com essa bendita Matemática, mas vou partir pra cima. rsrsrs . Parabéns pelo artigo, dá um força legal. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      O maior intuito deste artigo é mostrar que às vezes podemos lutar contra esse "medo" e vencê-lo com muita força de vontade e algumas outras dicas. O importante é ter foco e não desistir da matemática só por parecer complicada e difícil de ser aprendida. Obrigado por comentar aqui no blog sua participação é muito importante para o enriquecimento deste artigo!

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  7. marcos duarte porto5 de agosto de 2015 11:06

    Bom Dia gente, eu sofre muito com esse medo de matemática, eu tento, mais ela sempre me vence, esse medo me assombra deste quanto eu comecei a estudar, e hoje minha base em matemática é muito fraca, e pretendo aprender,pois preciso muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcos Duarte !

      O primeiro passo já foi dado, você quer aprender e isso é muito importante quando se tratar de estudar matemática. A vontade do aluno de aprender é um fator decisivo para o seu aprendizado. Fico feliz que tenha compartilhado seu medo conosco, assim você ficará mais perto de vencê-lo posteriormente. Um grande abraço e até a próxima!

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  8. Olá. Gostei muito desse blog. Ao ler essa matéria pude ver uma luz no fim do túnel. . Sempre fui uma boa aluna quando criança, mas depois tudo perdeu o foco. Sou péssima em cálculo, até mesmo os mais simples, não me recordo de nada o que aprendi no fundamental e médio. . Será que isso é muito grave?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Acredito que não. Nosso cérebro só costuma lembrar daquilo que ele julga interessante pra gente, portanto o máximo que pode estar acontecendo é que você aprendeu o conteúdo, mas esqueceu por que para você ele não fazia sentido nem era relevante, mas acredite, com um pouco de força de vontade qualquer um pode aprender matemática, basta querer. Espero ter lhe ajudado com sua dúvida. Um grande abraço e até a próxima.

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir

Todos os direitos reservados por Vivendo entre Símbolos © 2012 - 2017
Criado com o Blogger e Personalizado por Edigley Alexandre

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.