Top Ad unit 728 × 90

Equação Fácil - A sua primeira aula sobre equações deveria ser assim!

O que é senso numérico?

O senso numérico é a capacidade de reconhecer e comparar pequenas quantidades em um determinado lugar no espaço. Ela não é privilégio único e exclusivo do ser humano visto que esta capacidade também é encontrada em muitos outros animais. Nesses animais, a capacidade de distinguir e comparar pequenas quantidades presentes no meio ambiente é fundamental, pois ajuda-os a se alimentar melhor, fugir de seus predadores e controlar o número de filhotes de sua ninhada, fatores importantes para a perpetuação de suas espécies. 


Se pedissem para você contar quantas maçãs se encontram nesse quadro negro acima você, provavelmente, iria responder 4 maçãs quase que de maneira instantânea. O interessante a ser analisado nessa questão é que a grande maioria responderia essa pergunta sem ter a necessidade de sair contando um, dois, três e quatro para dizer que existem quatro maçãs, a maioria apenas responderia quatro só de olhar. 

A essa capacidade de analisar e quantificar um pequeno número de objetos em um determinado lugar no espaço, sem que para isso haja a necessidade de contar esses objetos, recebe o nome de senso numérico. 

Esse senso numérico que estamos analisando é diferente da capacidade de contar, que é uma capacidade mais complexa e que, em todo o reino animal, somente o ser humano possui.

O senso numérico na natureza

Desde o início desta publicação venho comentando que existem vários animais que também possuem o senso numérico além do ser humano. Um exemplo bem simples e que é bastante conhecido é o dos pássaros. Se retirarmos, por exemplo, um ou dois ovos de dentro de um ninho de passarinho, ele irá abandoná-lo por que sabe que está faltando ovos. Vale ressaltar aqui, mais uma vez, que por mais que o pássaro não saiba contar ele tem a capacidade de distinguir que dentro do seu ninho estavam faltando alguns ovos, pois é dotado de senso numérico.

Outro exemplo bem mais significativo seria o das leoas. Elas, quando não estão no período de reprodução, se reúnem em grupos e saem para caçar. Quando o território delas é invadido por outras leoas elas analisam se o grupo das leoas invasoras é maior do que o grupo delas para saber se devem atacar ou fugir. Gostaria de ressaltar mais uma vez aqui que, mesmo as leoas não sabendo contar, elas tem a capacidade de analisar se um grupo de animais é maior ou menor que seu grupo permitindo que elas saibam fazer a escolha correta diante de determinadas situações a fim de sobreviver na natureza, tudo isso por que elas são dotadas do senso numérico.

Segundo Thais Pacievitch, uma das autoras do portal de Educação InfoEsloca.com "A vespa é um inseto pertencente à ordem Hymenoptera. Existe uma grande variedade destes insetos, com hábitos e características estruturais diversos. Basicamente há vespas que vivem sozinhas e aquelas que vivem em sociedade."

Procurei me ater a essas vespas que vivem sozinhas, mais especificamente na vespa solitária, Genus Numenus, pois Segundo J.F. Porto da Silveira essa vespa é:
[...] uma espécie em que a fêmea é maior do que o macho. Quando uma vespa mãe bota seus ovos, ela o faz colocando cada ovo em uma célula diferente e junto de cada ovo ela deixa, para futuro alimento de seu "bebê", algumas larvas de inseto. O notável é que, de alguma maneira, a mãe sabe se um dado ovo originará uma vespa macho ou fêmea e deixa na respectiva célula: 5 larvas de insetos se for um ovo de vespa macho e 10 se for ovo de vespa fêmea. 
Em todos esses casos é notável perceber como o senso numérico é benéfico para esses animais e o quanto ele é útil para cada um. Neste último exemplo, por exemplo, a vespa mãe sabe, de alguma forma, qual ovo é macho e qual ovo é fêmea, para poder deixar a quantidade de comida suficiente em cada célula, visto que, como o macho é menor que a fêmea ele recebe 5 larvas de insetos para se alimentar futuramente, já a fêmea recebe dez larvas de insetos para se alimentar futuramente garantindo que em ambos os casos as vespas recém-nascidas tenham a quantidade de comida suficiente para sua estrutura física.

Isto foi apenas uma pequena fração da vasta quantidade de exemplos que existem sobre a aplicação do senso numérico na natureza. É interessante observar que todos esses exemplos, de alguma maneira, convergem para um objetivo central que é o de perpetuação da espécie. A natureza é mesmo maravilhosa, você não acha?

O senso numérico e o ser humano

A capacidade de contar é um privilégio que, em todo o reino animal, apenas o ser humano possui. Já a capacidade de senso numérico é algo que todo ser humano pode adquirir, mas que não obrigatoriamente, todos possuem. Existem estudos feitos por psicólogos que mostram que a habilidade em matemática, ou seja, esse senso numérico, pode ser de nascença. Caso você tenha interesse em conhecer mais sobre esses estudos acesse o artigo abaixo divulgado pelo professor Edigley Alexandre e cujo trabalho recomendo a todos os leitores do blog Vivendo entre Símbolos.


A todo momento fazemos uso do senso numérico em nosso dia-a-dia e muitas vezes nem percebemos. Quem não já olhou para a mesa de sua casa e mentalmente descobriu quantos pratos estavam em cima dela na hora do almoço sem nem mesmo terem tido a necessidade de sair contando um por um para chegar ao resultado final? Eu particularmente já fiz isso diversas vezes sem nem perceber.

Vale ressaltar que nem todos nascem com essa capacidade do senso numérico, mas podem treinar para desenvolver essa capacidade ao longo do tempo. Se você é o tipo de pessoa que não tem essa habilidade com os números ou senso numérico e quer trabalhar essa capacidade a ponto de desenvolvê-la recomendo o artigo abaixo do site EngenhariaCotidiana.com:


O senso numérico está ao nosso redor, tanto com os seres humanos, quanto com alguns animais na natureza. Mas e com você? Você já presenciou na natureza algum exemplo de senso numérico em animais ou já fez algo que envolvesse o senso numérico em seu dia-a-dia? Deixe seu relato nos comentários dessa publicação e contribua para o enriquecimento deste site.

Referências:

O que é senso numérico? Reviewed by Romirys Cavalcante on 18.12.13 Rating: 5

10 comentários:

  1. Olá, Romirys!

    Gostei da forma direta, clara e informativa que tratou deste tema. A parte complicada é quando um professor tenta diagnosticar a ausência do senso numérico em seus alunos.

    Fiquei muito feliz pela citação neste artigo.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Edigley Alexandre!

      Tem razão essa parte é um pouco complicada mesmo. O professor tem que analisar vários fatores para poder dizer se um aluno tem ou não esse senso numérico que tratei aqui. Felizmente, mesmo aqueles que não tem o senso numérico são capazes de adquiri-lo com o tempo e a prática.

      Seu trabalho com o blog do Prof. Edigley Alexandre é muito bom e, pelo fato de ser bom, merece ser compartilhado com todos, afinal de contas, aquilo que é bom deve ser divulgado para os demais. Se acostume com as citações, pois farei isso mais vezes, sempre que possível.

      Abraços e até breve!

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  2. Nossa, super postagem!! Parabéns pelo blog e pelo novo domínio .com, Hahaaa.. Agora sim o blog decola de vez!! Parabéns mesmo, muito sucesso e muitas felicidades com o blog! Abraços!!

    Ah, feliz natal e um ótimo ano novo pra você!!
    Thuane Graciele :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thuane Graciele !

      Fico feliz que tenha gostado da publicação e mais ainda pelos elogios quanto ao blog. É sempre bom te ver comentando por aqui no blog Vivendo entre Símbolos. O novo domínio .com deu uma cara mais "profissional" para o blog. Espero melhorar bastante ele com o tempo. Esse ano de 2014 promete, pois estou cheio de novidades para o site.

      Feliz natal e um próspero ano novo para você e toda a sua família, muitas felicidades.

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  3. Rapaz...

    Pensa só... Você está se formando professor dia após dia. Como escrito por Freire, não somos professores, nos tornamos/formamos todos os dias. Um pensamento importante sobre a matemática é descrito neste post e revela-te não apenas matemático, mas pedagogo.
    Feliz por tê-lo encontrado na web, ler suas postagens e trocarmos algumas conversas!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Charles!

      É bastante gratificante receber tantos elogios, muito obrigado! Estou tentando melhorar com o tempo e com as informações e dicas que venho adquirindo com meus amigos professores (você é um deles). Espero melhorar minhas publicações constantemente, dia após dias, para que assim eu possa fazer com que o site cresça de vez. Obrigado pelas constantes visitas e comentários que você vem fazendo aqui no Vivendo entre Símbolos. Quanto a amizade que criamos, eu é que tenho a agradecer, pois aprendi muitas coisas com você para o meu site e para a vida de professor.

      Valeu mesmo por tudo maninho!

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  4. Olá, Romirys!!!!
    Parabéns, pela ótima postagem!!!! O senso numérico, acredito que parte da percepção de um ser em distinguir se há ou não objetos presentes em um determinado local!!!! Não havendo, então o ambiente está "limpo" e em caso contrário, temos um ambiente "ocupado", que a princípio, tratar-se-á como um número indeterminado e o qual continuará sendo assim classificado,, caso o indivíduo não possua ou não tenha desenvolvido a capacidade para efetuar uma contagem de elementos!!!! Agora, fazer isso, batendo o olhar e acertar a quantidade com poucos elementos até que é fácil, o "bicho pega" é quando os conjuntos possuem muitos elementos!!!!
    Olha, eu já fui vizinho de um natalense, que quando menino com 7 anos, ele tinha esse senso matemático de forma fantástica!!!! O pai dele trazia de 2 a 3 engradados cheios de galinhas, soltava-as no quintal grande da casa e as aves ficavam naquele movimento caótico de correrem para todos os lugares, pulando umas sobre as outras e você bem pode imaginar!!!! Aí oque acontecia???? O pai (sofria de algum distúrbio mental) chamava o menino, pedia que ele contasse quantas galinhas havia ali naquela balbúrdia no quintal e ameaçava-o de apanhar se errasse o número delas. Então, o menino aparecia na porta da cozinha e em coisa de segundos... falava quantas galinhas contara!!!!! Nós aqui em casa, ficávamos abismados com essa capacidade do menino e que nunca apanhava nesses testes, pois o pai depois de separar as galinhas via que o "prodígio" acertara mais uma vez!!!!! Tempos depois, esse... "menino que calculava", agora já um homem feito, apareceu em uma reportagem de uma TV local, onde, exibia essa sua capacidade no pátio da estação rodoviária de Natal, apostando para uma ou mais pessoas incrédulas, como era capaz de determinar em um olhar de relance, a contagem precisa, de pontos das faces voltadas para cima, de 10 dados jogados simultaneamente em um espaço de 4 metros quadrados!!!!! Nunca mais ouvi falar dele, mas, se eu conseguir resgatar essa reportagem eu a enviarei para você ficar sabendo de mais detalhes!!!!!
    Você tem pedido que se possa sugerir publicações para o seu blog, não é???? Sendo assim, que tal explorar a capacidade de "planejamento" de seres do reino animal, para realizar tarefas como:
    -ataque: O louva-deus é capaz de planejar um ataque em 20 milésimos de segundo;
    -a formiga asteca caça, estabelecendo um cerco formando um imenso círculo em uma grande área de um terreno, antes de se lançarem rumo ao seu centro,atacando e matando quem se encontra ali
    O chimpanzé, o macaco prego, o abutre africano e certos pássaros, são capazes de improvisarem ferramentas para apanharem alimentos em locais de difícil acesso.
    - o morcego é capaz de às escuras atravessar voando uma malha de fios entrelaçados sem esbarrar em nenhum deles.
    -o açor, uma espécie de falcão, voa a grande velocidade através de uma floresta manobrando por entre ramos e galhos sem bater neles.
    Esses são alguns exemplos, onde a capacidade do senso numérico (o que falar das abelhas, então) já estaria em um estágio mais avançado!!!!
    Espero que mais e mais sucessos o Vivendo Entre Símbolos, coisa que eu acho natural acontecer, devido à essa sua dedicação em estar sempre procurando se superar em qualidade e quantidade de tantas utilíssimas postagens, amigo e parceiro Romirys!!!!!
    Até em breve, INTEL LOGO, rsrsrsrs!!!!!
    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francisco Valdir!

      Tem razão quando disse que o "bicho pega" quando a quantidade de elementos de um conjunto aumenta. Geralmente o senso numérico vale para quantidades entre 5 a 10 mais ou menos, porém como você bem frisou em seu exemplo, isso não é uma regra e depende de animal para animal, pessoa para pessoa. Existem casos em que esses conjuntos podem chegar na casa dos 30 50 elementos e mesmo assim o senso numérico agir de forma exata, quando o assunto é fazer uma análise rápida deste conjunto.

      Ótimo exemplo o que você deu, ele realmente enriqueceu mais ainda esta minha humilde publicação sobre o senso numérico. Obrigado pelas sugestões de postagens, anotei todas elas para em breve publicá-las aqui no VS.

      Obrigado também por comentar mais uma vez aqui no Vivendo entre Símbolos, seus comentários sempre enriquecem os conteúdos em questão e me estimulam a continuar com esse projeto.

      Um grande abraço, amigo e parceiro Valdir e até a próxima!

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir
  5. Respostas
    1. Olá!

      Obrigado pelo elogio e obrigado por comentar. Um grande abraço e até a próxima!

      Att. Romirys Cavalcante

      Excluir

Todos os direitos reservados por Vivendo entre Símbolos © 2012 - 2017
Criado com o Blogger e Personalizado por Edigley Alexandre

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.